Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

” São Francisco descobriu e amou a Jesus na Eucaristia”, fala Arcebispo na Missa de encerramento da Festa 2020

A Solene Missa de encerramento da Festa 2020 de São Francisco das Chagas de Canindé foi presidida pelo Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, na Basílica do Santuário. A concelebração contou com as presenças de Dom José Haring, Dom Martinho, do Pároco Reitor Frei Jonaldo Adelino de Souza, OFM, e sacerdotes da região.

Dom José Antonio presidiu a Missa de encerramento da Festa 2020. Foto: Rogério Sales.

Na homilia, Dom José ressalta que São Francisco conheceu Jesus feito homem e se apaixonou por este Deus que veio ao encontro da humanidade, e se fez um para trazer dentro da carne ferida e machucada de cada pessoa, a vida infinita de Deus. “Francisco se apaixonou tanto por Jesus que nada mais conseguiu preencher seu coração. Por isso ele valoriza tudo na fraternidade do amor de Deus, das pedras às estrelas, todos os elementos… Mas, mais do que isso, passou a amar todos os seres vivos que estão na Terra e em especial a criatura humana”, pontua o Arcebispo.

São Francisco descobre que a felicidade maior é o próprio Deus, Aquele que não passa, que veio chamar às criaturas humanas na Terra para a vida que não passa. ” Francisco descobriu os lugares onde Jesus quis estar, onde Ele se fazia presença. A começar pela sua própria Palavra, que ensina como Ele pode ser encontrado”, prega Dom José.

Nesta descoberta, Francisco ama a todos como irmãos. Atraiu irmãos, que com ele se formou uma nova família, aquela que Jesus havia dito, feita da reunião daqueles que fazem a vontade do Pai do Céu. É uma família humana se torna uma família de Deus.

“Francisco percebeu que a presença de Jesus está pulsante especialmente naqueles que carregam as chagas de Nosso Senhor. Ele via Jesus crucificado nas pessoas humanas. E descobriu que sofrimento vivido com amor é sofrimento que produz frutos de eternidade, assim como se deu na semente maior, no próprio Jesus, que nosso santo tantas vezes contemplou na Cruz, como na Igreja de São Damião quando o crucificado pediu que ele reconstruísse a Sua Igreja”, relata o Arcebispo.

Mais do que a Igreja física, a Igreja onde Francisco mora é a humanidade e esta precisa ser restaurada. “Ele fez isso mudando a si mesmo para ser um grande sinal a contagiar a humanidade nesta transformação que só o amor de Deus pode fazer”, frisa o presidente da celebração.

“Nesta busca de Francisco, ele encontrou o centro, a mais viva presença de Jesus, que reúne todas as outras, a Palavra, o coração de cada criatura, o sofrimento e a comunhão do amor. Na Santa Ceia da Eucaristia, onde ele está vivo sob as aparências do Pão e do Vinho, Francisco descobriu e amou Jesus”, finaliza Dom José.

Acompanhe o vídeo da Solene Missa de encerramento da Festa 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Campanha dos Benfeitores

Informações, atualizar cadastro, novo benfeitor, revista, doações

Secretaria do Santuário

Informações, horários de missas, cemitério São Miguel, doações

Secretaria da Paróquia

Informações, horários de missas, batizados, casamentos, dízimo

Pousada Franciscana CEFRAE

Hospedagem, acomodações e refeições para romeiros e visitantes

Livraria São Francisco

Informações, livros, bíblias, artigos religiosos, lembranças do Santuário