Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

São Francisco de Assis e a Irmã Natureza

São Francisco e os pássaros – Afresco da Basílica de Canindé

Em 29 de novembro de 1979, São Francisco foi declarado patrono da ecologia.  Inspirados na espiritualidade de São Francisco também recordamos o dia do Meio Ambiente, celebrado no dia 05 de junho.

São Francisco amava e respeitava as criaturas de Deus, porque amava, respeitava e admirava o próprio Criador. Observava, contemplava e dialogava com todas as criaturas. Cantava os louvores a Deus por todas as suas criaturas. Vamos refletir sobre algumas questões como:

  • Proteção da Flora e da Fauna ameaçada de extinção;
  • Maus tratos de animais domésticos e tráfico de animais silvestres;
  • Desmatamento indiscriminado e poluição das águas;
  • Destruição dos ecossistemas como a Mata atlântica, os Cerrados, a Caatinga, a Floresta amazônica, etc… 

Refletindo: 

Um novo problema é a questão da energia nuclear. Queremos realmente a energia nuclear como fonte para o desenvolvimento económico? Aceitamos os riscos de acidentes nucleares com suas mortíferas radiações? Aonde vamos colocar o lixo atómico que continua sua radiação por centenas e milhares de anos?  Vale apena ficar mais rico, mas morrer de câncer?

São Francisco pode nos ensinar a sabedoria de conviver numa harmonia com os outros seres criados por Deus, superando assim uma visão utilitarista e mercantilista. Um novo olhar sobre o meio ambiente na espiritualidade de São Francisco se faz necessário para fundamentar novas atitudes e novas políticas e estimular ações concretas para salvar nosso planeta.

Fonte: Jornal O Santuário e Equipe de Comunicação do Site. Colaboração: Frei João Sannig, Ofm.

Veja aqui mais notícias destaque do Santuário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *