Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Romaria de ex-menino de rua rende agradecimentos a São Francisco durante festejo

Devotos da romaria em frente a Basílica de Canindé

Vários são os motivos que trazem os romeiros até Canindé. Muitos pedidos e também muitos agradecimentos ao santo dos pobres, São Francisco. A caminhada começa no Bairro do Canindezinho, uma espécie de Portal da Fé, que fica na capital.

Geralmente, os romeiros se reúnem no local e fazem uma oração antes de começarem o trajeto e, então, seguem até o Santuário Basílica. ‘’É A ROMARIA CAMINHADA COM AMOR E FÉ’’.

“É mais para agradecer do que para pedir. A gente já pede o ano inteiro e na Romaria vem para agradecer”, afirmou o romeiro Ubiratan dos Santos, responsável pela vinda dos devotos.

Eles saíram de Fortaleza dia 13 de outubro às 19hs pelos caminhos de Assis e só caminharam durante a noite.

O trajeto é de 125 km do Canidezinho até Canindé, e é feito numa média de 4 horas caminhando. O mais indicado é usar roupas leves e tênis para que o trajeto seja feito com mais conforto. “Tem cansaço, mas tem fé, tem desejo, agradecimento”, disse a romeira Cleonice de Sousa, que veio em meio a 100 pessoas.

Durante o percurso são 15 estações da saída até a Basílica de São Francisco. ‘’Essa romaria começou de uma raiva e então pedi a São Francisco um meio de conseguir uma casa para morar porque era garoto de rua e em dois anos conseguiu. A promessa foi feita em 1997. A partir desta data nunca mais deixou de vir.

‘’Hoje sou casado, tenho uma filha e continuo vivo na fé. Tudo isso é o principio da fé. Cada participante paga R$ 200,00 para ter direito a alimentação, hospedagem, kit da viagem, assistência médica, caminhão de apoio, além de vagas em um ônibus para retorno as suas casas’’, contou Ubiratan.

Tem gente que vem com o terço na mão fazendo suas orações. Pais que trazem os filhos ainda pequenos, para que eles também sejam consagrados ao Pai Seráfico. Muita gente vem junto com um grupo de amigos, enquanto outras pessoas trazem a família para vivenciar essa experiência de fé. “A fé é muito forte. Tudo por São Francisco” ressaltou o romeiro Nelson Reis.

Com informações do Santuário de São Francisco das Chagas. Texto e fotos colaboração: Antônio C. Alves.

Equipe de Comunicação de Mídias Digitais do Santuário (www.santuariodecaninde.com)

Ver mais notícias destaque do Santuário, clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *