Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Arriamento da Bandeira, dia 05: quem parte deixa saudade

Arriamento da bandeira da Festa de São Francisco de 2015

Com sentimentos de saudade, alegria e fé é que concluímos mais uma festa de São Francisco das Chagas em Canindé, no Ceará. Pudemos partilhar durante todos  esses dias a mística franciscana e momentos riquíssimo de evangelização na mensagem franciscana, que também ficou marcado por muitos desafios, mas com confiança em Deus e o Santo de Assis foram superados, para o bem da nossa missão evangelizadora, dos seus devotos, romeiros, paroquianos.

Estivemos juntos desde a abertura, dia 24, com o hasteamento da Bandeira, nas noites da  novena, missas, via-sacra, na partilha da vida do encontro com o próximo, e agora na despedida, que será marcada pelo arriamento da Bandeira e as bênçãos de São Francisco pelos frades franciscanos.

Os romeiros comumente no dia 04 logo após a Santa Missa e procissão com a imagem do andor de São Francisco, estão de malas prontas para retornarem as suas casas, nos lugares mais longínquos, carregados de toda a energia franciscana, testemunhas do Evangelho, e prontos para levar algo de novo para suas famílias e comunidades, a assumir um compromisso com São Francisco na construção de um mundo mais digno e mais fraterno

Neste dia, 05, em especial a comunidade canindeense e muitos romeiros compareceram para agradecer os frutos de mais uma festa, com todas as suas benevolências e eventualidades, que no fim o resultado será sempre alcançado, pois o trabalho é um projeto de Deus, que escolheu justamente esta pequena cidade, simples, no interior do Ceará, para ser mais uma casa do Santo de Assis e de seus devotos.

Saiba mais…

 Romeiros se despedem com bênção dos chapéus                       Canindé. Peregrinos vindos dos mais diversos pontos do País se despediram, ao meio-dia de ontem, do maior Santuário Franciscano das Américas na busca da cura e da fé. Todos os anos, em Canindé, as mesmas lembranças se repetem e se renovam. A multidão avançando em direção ao templo, o coro de milhares de fiéis fazendo referências e rezas em forma de cânticos, a união das famílias na passagem do cortejo pelo corredor religioso para pedir graças. A festa de São Francisco das Chagas de Canindé terminou oficialmente com a tradicional bênção dos chapéus e com o arriamento da bandeira do santo, que permaneceu hasteada por 11 dias.

Fonte: Equipe de Comunicação do Site Santuário (www.santuariodecanindecom).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *