Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

17 de setembro: Dia das Chagas de São Francisco (Confira as fotos da Santa Missa!)

Afresco da Basílica de São Francisco, traz as Chagas de São Francisco

Este é um mês muito especial para nós cristãos: o mês da Bíblia. Os devotos, e romeiros de São Francisco, também celebram neste mês o Dia das Chagas e ainda a festa e o novenário de São Francisco em Canindé, que neste ano acontecem em seu período normal, de 24 de setembro a 04 de outubro, sob o tema central: “São Francisco, alegria de viver o Evangelho”.

O Santo de Assis, ou de Canindé para os romeiros, pôde assemelhar-se a Cristo, sua vida estava tão em consonância com o Senhor que até mesmo seu corpo trouxe as marcas do Crucificado, as cinco Chagas, cuja festa é celebrada sempre em 17 de setembro, e no Santuário a programação aconteceu com celebrações nos seguintes horários: 6h; 9h; 16h e 18h, na Basílica de São Francisco

Nesse período também registramos no Santuário de Canindé um grande número de romarias, vindo de diversas localizadas do país, em grande maioria das regiões norte e nordeste.

Confira na galeria abaixo, a missa festiva das Chagas de São Francisco na Basílica, com o celebrante Frei Marconi, concelebrante Frei Sérgio, participação dos frades noviços, e a presença dos devotos, paroquianos, romeiros de São Francisco:

Saiba mais…

Chagas de São Francisco: a mística experiência do Monte Alverne

Segundo as Fontes Franciscanas, no ano de 1224, quando Francisco estava de retiro em um lugar chamado Monte Alverne, nos ardores de seráficos desejos, certa manhã encontrava-se em profunda oração numa das partes do monte. Aproximava-se a festa da Exaltação da Santa Cruz, quando ele viu descer do alto do céu, um serafim de seis asas flamejantes, o qual, num rápido voo, chegou perto do lugar onde estava o homem de Deus. O personagem apareceu-lhe não apenas munido de asas, mas também crucificado, mãos e pés estendidos e atado a uma cruz. Duas asas elevavam-se por cima de sua cabeça, duas outras estavam abertas para o voo, e as duas últimas cobriam-lhe o corpo. Tal aparição deixou Francisco mergulhado num profundo êxtase, enquanto em sua alma se mesclavam a tristeza e a alegria: uma alegria transbordante ao contemplar a Cristo que se lhe manifestava de uma maneira tão milagrosa e familiar, mas ao mesmo tempo uma dor imensa, pois a visão da cruz traspassava sua alma com uma espada de dor e de compaixão. Após uma conversação familiar, que nunca foi revelada aos outros, desapareceu aquela visão, deixando-lhe o coração inflamado de um ardor sem fim e imprimindo-lhe na carne os sagrados estigmas (chagas), a semelhança do Cristo Crucificado.

Ao parar por um momento para refletir e escrever um pouco sobre essa experiência mística vivida por Francisco recordo-me dos milhares e milhares de romeiros que todos os anos vêm a Canindé pagar suas promessas pelas graças alcançadas, visitar o santo querido e amigos dos pobres e pequeninos.

Francisco amou e se identificou de tal forma a Cristo e ao seu evangelho que, como nos fala o relato acima, recebeu em sua própria carne as chagas do Salvador. Quando paramos um pouco para escutar a partilha de vida dos romeiros e romeiras começamos a perceber que os mesmos a exemplo de Francisco carregam também dentro de si um enorme desejo de seguir a Cristo e seu Evangelho, e que nos sofrimentos e contrariedades da vida, de certa forma acabam trazendo também em seus corpos um pouco das chagas e sofrimentos de nosso Senhor Jesus Cristo. (Frei Landes Marinho, OFM)

Fonte: Equipe de Comunicação do Site Santuário.

Veja mais Notícias Destaques!

Uma resposta

  1. sou diretor presidente da radio nascente fm de nascente Araripina pe vou transmitir a missa das 6;oo hs e das 18;oo durante o novenário de são francisco
    esta radio estar a 12 anos no ar sendo que ela tem o nome de fundação olho dagua fm , mas a 3 anos passou a ser nascente fm localizada no distrito de nascente município de Araripina pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *