Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Romeiros de São Francisco

Romeiros de São Francisco – Daudeth Bandeira e Benoni Conrado – Cantado por Walter Guimaraes.

Romeiros de São Francisco, gente humilde de contrita devoção.
Romeiros de São Francisco, gente simples de amor no coração.

De pés descalços faz a romaria, na estrada dura caminhando a pé.
De rede aos ombros dos verões ardentes, pobre de ouro, mas é rico em fé.
Longas estradas de poeira imensa, o povaréu vai andando além.
Na alegria de cada milagre, vence a fé viva que o romeiro tem. (Bis)

Geme a viola na canção dolente, mas um aboio rasga a rouquidão.
O padre reza no altar da igreja, o povo em côro faz a procissão.
O sol se esconde nas quebradas luas, no seio morno dos “capueirais”.
Levando preces dos fieis devotos, no horizonte de amor e paz. (Bis)

Em noites claras corações sorrindo, rosários bentos, cordões nas cinturas.
Promessas pagas romarias feitas, nova esperança entre as criaturas.
Numa alvorada de sol deslumbrante, termina a festa os romeiros vão.
De volta a casa no seu peito alegre, nasce uma festa de recordação. (Bis)